sábado, 9 de abril de 2011

Aprendendo nas quedas

"Por que será que nos lamentamos tanto quando nos decepcionamos , perdemos e erramos?
O mundo não acaba quando nos enganamos. Ele muda, talvez, de direção.
Mas precisamos tirar partido dos nossos erros. Por que tudo teria que ser correto, coerente, sem falhas?
As quedas fazem parte da vida e do nosso aprendizado.
Que dói, dói. Ah! Isso não posso negar. Dói no orgulho, principalmente. E quanto mais gente envolvida, mas nosso orgulho dói.
Portanto, o humilhante não é cair, mas permanecer no chão enquanto a vida continua seu curso.
O problema é que julgamos o mundo segundo nossa própria maneira de olhar e nos esquecemos que existem milhões e milhões de olhares diferentes dos nossos. 
(...) Todo mundo é livre de ver e tirar suas próprias conclusões sobre a vida e sobre o mundo.
(...)
Ninguém cede e as pessoas acabam ficando sozinhas. E de que adianta ter sempre razão, saber de tudo, se no fim o que nos resta é a solidão? Vida é partilha. E não há partilha sem humildade, sem generosidade, sem amor no coração.
Se fecharmos nossa alma e nosso coração, nada vai entrar. E será que conseguiremos nos bastar a nós mesmos? Eu duvido. (...)
Nunca duvide do seu poder de sobrevivência. Se você duvida, cai. .."

                                                                                                (Letícia Thompson)
    Imagem: Google

4 comentários:

  1. Obrigada, Grazi!!!! Pra gente pensar...bjuuus

    ResponderExcluir
  2. Nossa Danu, muuuito bom o texto =)
    e a imagem encaixou perfeitamente

    beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Obrigada, Naty!!!!
    bjuus e bom domingo ;)

    ResponderExcluir